fbpx

Você sabia que trabalhar o marketing de conteúdo em seu site, blog ou loja virtual é decisivo para duas coisas: seu posicionamento em buscas no Google e a sua taxa de conversão?

 

Talvez você já sabia disso, talvez não, mas o importante é que no artigo de hoje você vai saber tudo sobre Marketing de Conteúdo; desde o conceito, importância e aplicações.

 

E hoje eu ainda vou trazer uma recompensa para você, mas me prometa que vai ler o artigo completo antes, até por que, essa recompensa só será útil se você entender todos os conceitos que eu trago aqui: vou analisar junto com vocês um funil de vendas completo baseado em estratégias de marketing de conteúdo. E ainda vou deixar um link para você baixar esse funil de vendas!

 

Então vamos lá, pra começar: Conteúdo é Rei! Você já ouviu esse termo?

 

Se você andou pesquisando sobre como melhorar o posicionamento do seu site, blog ou loja virtual nas buscas do Google, você deve ter lido esse jargão em algum lugar. Se você esteve procurando formas de aumentar a taxa de conversão de suas vendas online, provavelmente também ouviu falar de Marketing de Conteúdo.

 

Mas afinal, o que é conteúdo e esse tal de Marketing de Conteúdo? Como funciona e como você pode fazer para incluir isso em suas estratégias de vendas? Confira!

O que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo é um conjunto de estratégias de comunicação com seu público-alvo que tem como objetivo crescer a sua base de clientes e de potenciais clientes, os atraindo através da criação de conteúdo relevante, valioso e que o ajude a resolver algum problema pontual.

 

A ideia é gerar muito mais valor para as pessoas que têm algum contato com você ou seu negócio, de forma a criar um maior engajamento desta audiência de projetar uma percepção cada vez mais positiva do seu negócio.

 

O Marketing de Conteúdo gira em torno da produção e divulgação de uma série de conteúdos diferentes que possuem propósitos e estratégias específicos de acordo com a etapa de compra que seu cliente esteja. 

 

Alguns conteúdos usados em estratégias de marketing de conteúdo são criados para que você aumente a audiência do seu site, melhorando seu posicionamento no Google, outros são criados em forma de iscas, entregando muito valor para as pessoas e pedindo os contatos delas em troca do conteúdo (e-book, cupom de desconto e outros tipos de iscas digitais). 

 

Por fim, no Marketing de conteúdo, alguns conteúdos são criados para aquecer, reaquecer ou converter os seus contatos e transformá-los em clientes, é o caso das páginas de oferta e funis de e-mail marketing.

 

Você sabe exatamente o que é marketing digital, como ele funciona e quais os seus benefícios para seu e-commerce? Leia nosso post para aprender tudo sobre o assunto

O que é Conteúdo?

Conteúdo é tudo aquilo que entrega a sua mensagem para sua audiência. Pode ser um texto, um vídeo, um áudio ou até uma imagem. Ou seja, conteúdo é a maior parte da estratégia de Marketing de Conteúdo!

 

O objetivo de um bom conteúdo é levar a pessoa do ponto A ao ponto B. Causar algum tipo de transformação ou trazer alguma confirmação para aquilo que a pessoa estava procurando.

 

Pensa só: esse artigo que você está lendo nesse momento é um conteúdo que tem exatamente esse propósito!

 

Agora, quando você está vendendo algo, a sua estratégia de Marketing de Conteúdo precisa ter um objetivo mais focado no produto que você oferece. Antes da oferta, seu conteúdo precisa mostrar para a pessoa por que aquele produto é adequado para resolver o problema dele. Como ele vai resolver a dor que a pessoa tem? Ou como ele vai suprir os desejos da pessoa que adquiri-lo?

 

Um exemplo simples: uma pessoa quer emagrecer e você vende algum tipo de suplemento ou shake que, dentre outras coisas, é saudável e ajuda a emagrecer. Tem total relação, com a pessoa que quer emagrecer, não é mesmo? 

 

Mas nem sempre essa relação é clara para o consumidor. Daí entra o seu conteúdo, que vai ser criado pensando em como mostrar pra essa pessoa, de forma clara e objetiva, a transformação que seu produto pode trazer pra ele.

 

Você precisa entregar a jornada da solução do problema de forma simples, direta e detalhada, para sanar a maior parte das dúvidas e quebrar as maiores objeções que o cliente venha a ter, mas, ao mesmo tempo, preocupando em não gerar novas dúvidas ou objeções.

 

Existem diversos fatores que ajudam a determinar uma boa experiência de compra, e é por isso que neste post, apresentamos 14 dicas essenciais para você utilizar em seu e-commerce!

 

Em síntese, o primeiro objetivo do Marketing de Conteúdo é fazer com que seu conteúdo convença seu possível cliente a se tornar finalmente um cliente.

 

O Marketing de Conteúdo também engloba o conteúdo dos e-mails que você dispara aos seus contatos pode ser o divisor de águas que impactará diretamente em quantas vendas você conseguirá fazer. Além disso, o conteúdo de um site, blog ou loja virtual está diretamente ligado a visibilidade que essa página tem no Google, afinal, desde 2009 o Google vem aprimorando cada vez mais seu robô de busca para conseguir ler o conteúdo e interpretar qual a relevância dele para a pessoa que está fazendo uma busca na internet.

 

Só pra você ter ideia, em 2013 a Google fez uma atualização no seu algoritmo de busca, chamada Humming Bird, que mudou completamente a forma como as páginas eram indexadas e passou a basear a indexação na semântica do texto, e não somente nas palavras-chave exatas. Já Em 2015, a Google lançou outra atualização importante, a Rank Brain, que usa aprendizado de máquina (ou inteligência artifical), que levou a análise do conteúdo de uma página para além da semântica: agora, o significado do conteúdo passou a ter um peso ainda maior nos resultados de busca.

 

Clique aqui e leia nosso post com 5 dicas para você melhorar a credibilidade da sua loja virtual

 

Você percebe o quanto conteúdo e o Marketing de Conteúdo são  importantes pro seu negócio ter bons resultados na Internet?

 

Mais uma vez pra frisar: Conteúdo é REI! E o Marketing de Conteúdo é essencial!

Análise do Funil

Então, agora que você chegou até aqui, vamos analisar juntos aquele funil para entender como funciona tudo isso na prática e pra você começar a ter uma ideia de como usar isso no seu negócio.

 

 

Olha, são inúmeras as possibilidades de se montar um funil de marketing de conteúdo. Esse que vou mostrar e explicar não é o mais básico, mas está longe de ser um dos mais complexos. Mas a ideia é que você entenda por alto e de forma simplista cada parte desse funil, então vou aproveitar para dar algumas dicas do que fazer em cada etapa!

 

Começando nessa estrutura da esquerda, que é puro marketing de conteúdo, nós temos um blog recebendo acesso orgânico que vem do Google. Como ele aparece no Google? Ofertando conteúdo relevante em torno dos termos pesquisados pela pessoa. Ou seja, quanto melhor for seu conteúdo e quanto mais posts você tiver, maior será o tráfego que você vai conseguir gerar para o Blog.

 

Em seguida, essas pessoas que acessam o blog vêm uma chamada oferecendo uma isca digital, como exemplo, um e-book. Elas entram na página que oferece o e-book, que é também conhecida como página de captura. Essa página pede pede o e-mail da pessoa em troca desse conteúdo rico (e-book). Quando a pessoa converte nessa página, ou seja, deixa o e-mail para baixar o conteúdo, ela cai em um funil de e-mail.

 

Nesse funil de e-mail, ela vai receber, neste exemplo, 3 e-mails, sendo que a ideia deles é trazer uma comunicação progressiva:

 

No primeiro você pode mandar pra ela por exemplo alguma dica complementar e convidá-la pra conhecer a sua loja;

 

No segundo, você poderia mostrar, por exemplo, algumas novidades e/ou ofertas que você tem na loja, para despertar o interesse nela;

 

No terceiro, você faz uma chamada para ação (Call To Action), por exemplo enviando uma oferta que esteja acabando ou até um pequeno cupom de desconto para ela ao menos se cadastrar na sua loja.

 

Depois desse primeiro funil de e-mails, chegamos na segunda etapa do funil, onde está a sua loja virtual em si. Todos os e-mails que nós vimos nesse fluxo inicial têm como objetivo direcionar o público para a loja virtual. Ao mesmo tempo, a loja também tem o seu tráfego orgânico por si só. Nesse nosso exemplo, estamos considerando que há pessoas chegando à loja virtual através de buscas no Google, feed ou páginas do Facebook e também acesso direto. Soma-se a isso ao pessoal que baixou o e-book e acabou clicando nos e-mails que recebeu.

 

As pessoas que chegam à sua loja virtual com o objetivo de comprar seus produtos, vão seguir o caminho do checkout, finalizar a compra e pronto! Já o pessoal que navega na loja, mas que não chega a comprar, quando tenta sair da loja, pode receber aquelas mensagens de pop-up oferecendo um cupom de desconto mais agressivo que está representado na parte inferior desse funil. 

 

Aprenda a definir objetivos claros para alcançar suas metas de maneira eficiente.

 

Para a pessoa receber esse cupom, ela mais uma vez precisa deixar o e-mail dela. Isso é importante, por que grande parte das pessoas que chegam nessa etapa, sequer passaram por aquela primeira página de captura do e-book. Assim que ela converter nessa etapa, ela será direcionada para outro fluxo de e-mails.

 

Nesse último funil de e-mails você vai fazer algo parecido com a primeira etapa, porém é importante lembrar que nessa etapa já está falando com uma pessoa cuja jornada de compra está mais para o fundo de funil, ou seja, mais perto da compra em si. Quem não comprou ainda, talvez precise de abordagens diferentes de venda, marketing de conteúdo, quebra de objeções ou, talvez, uma oferta mais agressiva, e é isso que você tem que trabalhar nesses e-mails.

 

O primeiro e-mail você pode tentar trazer mais segurança para a pessoa, explicando que seus produtos são bons, que têm garantia. Pode também falar um pouco da sua empresa e usar gatilho de autoridade se você tiver, como ser conhecido, ser profissional da área há x anos ou a empresa ter y anos de mercado, por exemplo;

 

No segundo e-mail, você pode tentar abordar gatilhos mentais focados no que você acredita ser o que mais vai motivar a pessoa a comprar. Talvez você possa tentar trabalhar escassez ou urgência, lembrando seu possível cliente de que o cupom só é válido por um tempo determinado ou para os x primeiros clientes;

 

Já no terceiro e-mail, você pode tentar aumentar suas apostas se tiver margem pra isso, por exemplo, oferecendo um outro cupom de desconto onde a pessoa ainda ganhe o frete grátis.

 

A ideia é que esse segundo funil de e-mail lhe ajude a trazer de volta pessoas que não compraram de primeira na sua loja.

 

Nesse exemplo aqui, eu considerei uma entrada total de tráfego de 1.000 pessoas, sendo: 250 através do Blog e 750 diretamente na loja. As taxas de conversão que vemos nesse funil obviamente são meros exemplos. Tudo bem, está próximo da realidade de algumas lojas virtuais, mas é realmente só um exemplo.

 

Considerando todas as taxas de conversão de cada pedacinho do funil, a gente chega no final com 1,7% de conversão total, ou seja, de 1.000 pessoas nós alcançaríamos 17 pedidos.

 

Claro que isso não é uma receita de bolo e esses números podem variar absurdamente dependendo de um milhão de fatores: seu nicho, seu preço, sua oferta, os assuntos e conteúdos dos seus e-mails, dentre outros. Mas agora você pode ter uma ideia de como as coisas funcionam.

 

Algumas dicas práticas são:

 

  • Quanto melhor o conteúdo de seu Blog e de sua página de vendas ou das descrições de seus produtos, maior tende a ser seu e-mail;
  • Quanto melhor for sua e-mail, mais pessoas vão entrar no seu funil de aquecimento;
  • Quanto melhor for seu cupom, mais pessoas vão entrar no seu funil de oferta;
  • Quanto melhor forem os assuntos dos seus e-mails, mais pessoas vão abrir;
  • Quanto melhor o conteúdo dos e-mails, mais pessoas vão clicar e converter.
Neste post, conheça mais sobre o e-mail marketing e como ele pode mudar a visão dos seus clientes em relação ao seu negócio!

 

Você está vendo agora por que tanta gente fala que conteúdo é rei e como o marketing de conteúdo é importante?

 

Agora, não adianta também você criar muito conteúdo pra lá e pra cá sem ter um norte. É importante focar naquilo que seu possível cliente procura e tentar entregar sempre uma oferta irresistível para ele.

 

Bom, espero que esse post tenha sido útil para você! Agora você já tem capacidade de aumentar as conversões da sua loja virtual, blog ou site com sucesso usando as estratégias de Marketing de Conteúdo, utilizando o Funil de Vendas como seu aliado! 

 

Se deseja aprofundar ainda mais a respeito de Marketing de Conteúdo, confira mais um post do nosso blog sobre Marketing de Conteúdo e confira um guia para usar a estratégia!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais  também: Twitter,  Facebook,  Instagram, LinkedIn YouTube.


Comentários

Comentários

Paulo Pina
Sou Empreendedor há 15 anos e CEO da iSET. Responsável por todo processo decisório além das estratégias de negócio e e-commerce. Nas horas vagas sou inventor na Vixon Jukebox.
Post criado 8

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo