Email Marketing: 7 erros para você corrigir hoje mesmo

O e-mail marketing é uma das ferramentas mais bacanas para manter a comunicação direta com seu público e conquistar um alto retorno. Por meio destes e-mails, é possível fidelizar clientes,enviar ofertas de produtos e serviços, cartões comemorativos e de aniversário e fazer pesquisas de satisfação, entre outras ações, e tudo com um custo muito baixo.

Isso mesmo! Pesquisas sobre marketing digital apontam que o custo de uma companhia que dispara mil e-mails varia de R$ 1 a R$ 10. Por ter tantas funções a um investimento barato, o e-mail marketing é também um dos recursos mais explorados pelas grandes empresas do Brasil e do mundo.

Mas será que você está alcançando os resultados que espera para o seu negócio ao utilizar o e-mail marketing? Para ter um retorno efetivo com esta ferramenta, é preciso ficar de olho em algumas “regrinhas” muito fáceis de serem aplicadas. Conheça aqui sete problemas que ainda assombram o mercado brasileiro de e-mail marketing.

Enviar mensagens sem permissão dos contatos

Você sabe o que é contato opt-in? É o destinatário que realmente quer receber seus e-mails, pois fez um cadastro em sua loja virtual e deu permissão para que seu e-commerce lhe envie e-mails.

Solicitar ao usuário, em qualquer forma de cadastro, se ele deseja receber suas mensagens é a melhor forma de conseguir endereços válidos. A outra forma, adquirindo bases de dados de procedência e qualidade duvidosa, só faz com que sua reputação seja prejudicada nos servidores e diminui as chances de suas mensagens serem entregues na caixa de entrada dos usuários.

Isso porque bases compradas apresentam altas taxas de erros e devolução e seus e-mails acabam caindo direto na pasta de lixo eletrônico. Não é isso que você quer para o seu negócio, certo?

Frequência de envio incorreta

Enviar poucos e-mails não é muito indicado, pois sua base de dados pode acabar esquecendo do seu negócio – a ponto dos clientes não lembrarem nem mesmo o motivo que os levaram a fazer o cadastro em seu site – porém, saturar os destinatários com várias mensagens numa mesma semana só vai fazer com que eles lembrem da sua empresa como “aquela que entope a minha caixa de e-mails”.

Para determinar a frequência, é preciso saber dosar as informações. De que maneira? Fazendo testes de envio e analisando quais foram os dias e horários de picos de acesso. Outra dica é dividir sua base de contatos em diferentes grupos e enviar, para cada um, sua mensagem em dias e horários diferentes.

Não fazer o teste A/B

Dúvidas podem surgir não só na hora de definir a frequência de envio. “Que tipo de assunto funciona melhor?”, “Qual linguagem visual devo utilizar?”.

Para sanar estas questões, faça um teste de divisão A/B. Primeiro, defina o que você quer testar, como o assunto, o layout da mensagem ou tipos de ofertas e promoções. Depois, escolha o que definirá o vencedor: taxas de abertura de e-mails, taxas de cliques ou taxas de conversão.

Após isso, divida aleatoriamente sua lista em dois segmentos iguais e certifique-se que o tamanho da amostra é grande o suficiente para tomar uma decisão estatisticamente válida. Se a lista é muito grande, use apenas 10% do total para o teste, mas se ela é pequena, use toda a lista. O aprendizado que o resultado dos testes ensina muito sobre a melhor forma de se comunicar com a sua base!

Não trabalhar com listas segmentadas

Ao fazer o cadastro dos clientes, você tem a oportunidade de adquirir o contado e outras informações pessoais para enviar posteriormente mensagens segmentadas, tornando mais eficaz sua comunicação.

Por isso, organize diferentes bases de contatos. Assim, você poderá elaborar estratégias direcionadas para diferentes públicos: mulheres economicamente ativas, homens de 20 a 30 anos de idade, tomadores de decisão em empresas, empresários da região nordeste, e assim por diante.

Lembre-se que uma mensagem pode ser ideal para um tipo de público, mas não dar resultados para outro. Saiba mais sobre segmentação de listas neste post!

Não produzir mensagens personalizadas

O e-mail marketing é um contato direto que você tem com os clientes, certo? Então por que não utilizar mensagens personalizadas, constando no cabeçalho o nome de quem está recebendo o e-mail?

Além do nome e sobrenome, use informações demográficas, socioeconômicas e comportamentais para oferecer conteúdos diferentes de acordo com os perfis de seus contatos.

Não otimizar o uso de imagens

Muitas mensagens de e-mail marketing trazem informações em forma de imagens. Por isso é imprescindível o uso de alt tags, que exibem um texto alternativo no lugar das imagens que não são mostradas. Isso porque muitos webmails têm como padrão bloquear a exibição de imagens para proteger o usuário de possíveis conteúdos ofensivos.

Dessa forma, quando o usuário abrir uma mensagem com imagens bloqueadas, ele terá uma prévia do que será exibido e poderá julgar se a mensagem completa é interessante para ele.

Não mensurar os resultados

Mensurar os resultados significa planejar as próximas ações, verificando o que deu certo e o que não deu. Para isso, é preciso saber quantos e-mails foram visualizados, quais links foram clicados e quantas novas visitas sua loja virtual teve provenientes do e-mail.

Quanto mais cuidadosa for esta análise de resultados, mais informações será possível identificar sobre o comportamento dos seus clientes para planejar um próximo envio de acordo com as expectativas dos usuários.

Neste post, conheça mais sobre o e-mail marketing e como ele pode mudar a visão dos seus clientes em relação ao seu negócio!

Viu só como os detalhes fazem diferença na hora de mandar um e-mail efetivo? Conheça também as soluções do iMarketing, ferramenta de e-mail marketing da iSET, e coloque estas dicas em prática agora mesmo!

Além disso, siga a gente em nossas redes sociais:Twitter, Facebook, Instagram e YouTube.Também possuímos várias dicas incríveis lá!


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais