fbpx

No mês de novembro de 2020, os brasileiros passaram a ter uma nova forma de pagamento: o Pix, pagamento instantâneo, uma novidade dentre os meios de pagamento.

 

Por ser algo ainda recente, essa modalidade ainda gera muitas dúvidas nas pessoas, empreendedores, lojistas e consumidores.

 

Essa transferência de dinheiro entre pessoas físicas e jurídicas tem como formato o pagamento de contas.

 

O Pix, plataforma de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central do Brasil, apesar de muito nova, já é um fator competitivo no mercado, principalmente no comércio online.

 

Se você deseja que sua empresa online continue competitiva e bem-sucedida no e-commerce, você com certeza precisa oferecer o Pix como a principal forma de pagamento dos seus produtos e serviços, já que ela será mais segura, prática e barata.

 

Claro que é preciso planejar bem e usar a ferramenta do modo correto para evitar dores de cabeça. Se quiser entender melhor sobre isso, continue lendo o post!

O que é Pix?

A plataforma de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central do Brasil, ou mais conhecido como Pix, é um meio de pagamento que surge para facilitar a transferência de valores entre pessoas e fazer pagamento a estabelecimentos.

 

O Pix é um meio de pagamento disponível 24 horas, 7 dias por semana, veloz com transferências em até 10 segundos, conveniente (experiência focada no usuário), seguro e múltiplo (para transferência, pagamentos de qualquer tipo e valor entre pessoas e empresas). 

 

Ele também não exige download de nenhum aplicativo ou programa específico, as próprias instituições financeiras que aderirem ao recurso disponibilizarão os serviços em suas plataformas.

 

Existem diversos fatores que ajudam a determinar uma boa experiência de compra, e é por isso que neste post, apresentamos 14 dicas essenciais para você utilizar em seu e-commerce!

Como funciona e como usar?

Mais uma novidade incrível sobre o Pix é: para fazer uma transferência, não será mais necessário informar diversos dados como banco, agência, tipo e número da conta, CPF, entre outros. 

 

Para usar o Pix é necessário realizar o cadastro de, ao menos, uma chave transacional junto à sua instituição financeira de preferência.

 

Para receber pagamentos não é obrigatório fazer uma chave Pix, é possível receber uma transferência ou pagamento via Pix em sua conta corrente tradicional sem a necessidade de cadastro de chaves. 

 

Entretanto, para realizar transferências via Pix, se faz necessário o cadastramento de ao menos uma chave.

 

É possível utilizar como chave Pix os seguintes dados:

 

  • CPF
  • CNPJ,
  • Número do celular,
  • E-mail
  • Chave aleatória gerada pela instituição financeira (opção para quem não queira utilizar seus dados pessoais no cadastro das chaves).

 

As pessoas físicas poderão ter até 5 chaves Pix por conta; as pessoas jurídicas, até 20 chaves. 

 

Entre os diversos meios de pagamento disponíveis no mercado atualmente, você sabe definir qual a melhor opção para sua loja virtual? Veja alguns meios de pagamento aqui!

Vantagens do Pix

O modelo de pagamento Pix vem para facilitar o empreendedor, confira as maiores vantagens desse novo meio de pagamento:

 

  • Mantém seu giro de caixa ativo, inclusive aos finais de semana e feriados;
  • Modalidade de pagamento rápido e praticamente instantâneo, até 10 segundos;
  • Gratuito para pessoas físicas e com baixas taxas à pessoas jurídicas;
  • Segurança garantida por criptografia;
  • Muito mais barato para as instituições, custando muito menos que o boleto bancário, por exemplo;
  • Não há intermediários, a transferência é direta entre pagador e recebedor;
  • E muito mais!

Tipos de transação via Pix 

O QR Code terá um papel essencial no sistema de pagamentos instantâneos no Brasil. Serão disponibilizados dois tipos: o QR Code Dinâmico e o QR Code Estático. 

QR Code Dinâmico 

O QR Code Dinâmico muda a cada transação e será mais indicado para o pagamento de vendas em estabelecimentos comerciais, já que o uso é exclusivo a cada transação.

 

Nele, é possível já inserir o valor da compra e outras informações, como a identificação do recebedor. Além disso, ele é gerado por um sistema, no checkout da loja virtual, servindo para diversas transações, desse modo, ele facilita a conciliação e automação comercial.

 

Baixe o maior comparativo das plataformas de e-commerce SMB do Brasil para criar uma loja virtual!

 

O QR Code Dinâmico fica sendo muito mais seguro e fácil de controlar, já que ele sempre muda e o valor do pagamento já é definido. O cliente copia ou lê o QR Code com a câmera do celular e é encaminhado para o seu banco online, onde basta que ele confirme o pagamento, que é instantâneo.

QR Code Estático

Já o QR Code Estático será mais utilizado por pessoas físicas, porque tem a função de identificar um recebedor fixo e ter ou não um valor pré-definido. 

 

Ele é recomendado para transferências instantâneas, sem ser atrelado a uma venda. Mesmo assim, muitas empresas, como forma desesperada de usar o Pix em seus e-commerces, ainda sem a integração das suas plataformas de e-commerce com algum sistema que já disponibilize o Pix com QR Code Dinâmico, optaram por usar o QR Code Estático. 

 

Porém, isso pode trazer complicações para essas marcas, uma vez que, no QR Code Estático, o cliente que deve digitar o valor do pagamento. Isso pode causar vários erros na identificação do pedido, do pagamento e da compra em si. 

 

Além disso, há outro problema. O cliente pode também digitar o valor da transferência ou errar a chave, fazendo a transferência para outras pessoas acidentalmente. 

 

Portanto, para um e-commerce poder usar o Pix, o melhor é se a plataforma já possuir a integração com sistema que já tem o recurso, como a PagHiper por exemplo, para evitar qualquer dor de cabeça que possa acabar surgindo. 

 

Outra vantagem da integração correta, é que assim os pedidos são registrados e os pagamentos são identificados rapidamente em cada compra na loja, sendo muito mais eficiente e organizado para a empresa!

 

 

E aí, gostou de entender mais sobre o novo meio de pagamento instantâneo? Aposto que sim! Se ficou com alguma dúvida, basta deixar seu comentário!

 

Se ainda quer aprender mais sobre o Pix, confira este post completo:Pix: entenda novo meio pagamento instantâneo”!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais  também:  Twitter,  Facebook,  InstagramLinkedIn YouTube.


Comentários

Comentários

Giovanna Quaresma
Graduando Letras na UFMG, estagiária no time de Marketing e Comunicação na iSET e amante de gatos.
Post criado 135

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo