No mês de novembro de 2020, os brasileiros passaram a ter uma nova forma de pagamento: o Pix, pagamento instantâneo, uma novidade dentre os meios de pagamento.

 

Por ser algo ainda recente, essa modalidade ainda gera muitas dúvidas nas pessoas, empreendedores, lojistas e consumidores.

 

Essa transferência de dinheiro entre pessoas físicas e jurídicas tem como formato o pagamento de contas.

 

O Pix, plataforma de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central do Brasil, apesar de muito nova, já é um fator competitivo no mercado, principalmente no comércio online.

 

Se você deseja que sua empresa online continue competitiva e bem-sucedida no e-commerce, você com certeza precisa oferecer o Pix como a principal forma de pagamentodos seus produtos e serviços, já que ela será mais segura, prática e barata.

 

Claro que é preciso planejar bem e usar a ferramenta do modo correto para evitar dores de cabeça. Se quiser entender melhor sobre isso, continue lendo o post!

O que é Pix?

A plataforma de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central do Brasil, ou mais conhecido como Pix, é um meio de pagamento que surge para facilitar a transferência de valores entre pessoas e fazer pagamento a estabelecimentos.

 

O Pix é um meio de pagamento disponível 24 horas, 7 dias por semana, veloz com transferências em até 10 segundos, conveniente (experiência focada no usuário), seguro e múltiplo (para transferência, pagamentos de qualquer tipo e valor entre pessoas e empresas).

 

Ele também não exige download de nenhum aplicativo ou programa específico, as próprias instituições financeiras que aderirem ao recurso disponibilizarão os serviços em suas plataformas.

 

Existem diversos fatores que ajudam a determinar uma boa experiência de compra, e é por isso que neste post, apresentamos 14 dicas essenciais para você utilizar em seu e-commerce!

Como funciona e como usar?

Mais uma novidade incrível sobre o Pix é: para fazer uma transferência, não será mais necessário informar diversos dados como banco, agência, tipo e número da conta, CPF, entre outros.

 

Para usar o Pix é necessário realizar o cadastro de, ao menos, uma chave transacional junto à sua instituição financeira de preferência.

 

Para realizar pagamentos via Pix não é obrigatório fazer uma chave Pix, é possível faezr uma transferência ou pagamento via Pix em sua conta corrente tradicional sem a necessidade de cadastro de chaves. Será necessário apenas a chave da pessoa que irá receber o pagamento.

 

Entretanto, para realizar transferências via Pix, se faz necessário o cadastramento de ao menos uma chave.

 

É possível utilizar como chave Pix os seguintes dados:

 

  • CPF
  • CNPJ,
  • Número do celular,
  • E-mail
  • Chave aleatória gerada pela instituição financeira (opção para quem não queira utilizar seus dados pessoais no cadastro das chaves).

 

As pessoas físicas poderão ter até 5 chaves Pix por conta; as pessoas jurídicas, até 20 chaves.

 

Entre os diversos meios de pagamento disponíveis no mercado atualmente, você sabe definir qual a melhor opção para sua loja virtual? Veja alguns meios de pagamento aqui!

Vantagens do Pix

O modelo de pagamento Pix vem para facilitar o empreendedor, confira as maiores vantagens desse novo meio de pagamento:

 

  • Mantém seu giro de caixa ativo, inclusive aos finais de semana e feriados;
  • Modalidade de pagamento rápido e praticamente instantâneo, até 10 segundos;
  • Gratuito para pessoas físicas e com baixas taxas à pessoas jurídicas;
  • Segurança garantida por criptografia;
  • Muito mais barato para as instituições, custando muito menos que o boleto bancário, por exemplo;
  • Não há intermediários, a transferência é direta entre pagador e recebedor;
  • E muito mais!

Tipos de transação via Pix

O QR Code terá um papel essencial no sistema de pagamentos instantâneos no Brasil. Serão disponibilizados dois tipos: o QR Code Dinâmico e o QR Code Estático.

QR Code Dinâmico

O QR Code Dinâmico muda a cada transação e será mais indicado para o pagamento de vendas em estabelecimentos comerciais, já que o uso é exclusivo a cada transação.

 

Nele, é possível já inserir o valor da compra e outras informações, como a identificação do recebedor. Além disso, ele é gerado por um sistema, no checkout da loja virtual, servindo para diversas transações, desse modo, ele facilita a conciliação e automação comercial.

 

Baixe o maior comparativo das plataformas de e-commerce SMB do Brasil para criar uma loja virtual!

 

O QR Code Dinâmico fica sendo muito mais seguro e fácil de controlar, já que ele sempre muda e o valor do pagamento já é definido. O cliente copia ou lê o QR Code com a câmera do celular e é encaminhado para o seu banco online, onde basta que ele confirme o pagamento, que é instantâneo.

QR Code Estático

Já o QR Code Estático será mais utilizado por pessoas físicas, porque tem a função de identificar um recebedor fixo e ter ou não um valor pré-definido.

 

Ele é recomendado para transferências instantâneas, sem ser atrelado a uma venda. Mesmo assim, muitas empresas, como forma desesperada de usar o Pix em seus e-commerces, ainda sem a integração das suas plataformas de e-commerce com algum sistema que já disponibilize o Pix com QR Code Dinâmico, optaram por usar o QR Code Estático.

 

Porém, isso pode trazer complicações para essas marcas, uma vez que, no QR Code Estático, o cliente que deve digitar o valor do pagamento. Isso pode causar vários erros na identificação do pedido, do pagamento e da compra em si.

 

Além disso, há outro problema. O cliente pode também digitar o valor da transferência ou errar a chave, fazendo a transferência para outras pessoas acidentalmente.

 

Portanto, para um e-commerce poder usar o Pix, o melhor é se a plataforma já possuir a integração com sistema que já tem o recurso, como a PagHiper por exemplo, para evitar qualquer dor de cabeça que possa acabar surgindo.

 

Outra vantagem da integração correta, é que assim os pedidos são registrados e os pagamentos são identificados rapidamente em cada compra na loja, sendo muito mais eficiente e organizado para a empresa!

 

 

E aí, gostou de entender mais sobre o novo meio de pagamento instantâneo? Aposto que sim! Se ficou com alguma dúvida, basta deixar seu comentário!

 

Se ainda quer aprender mais sobre o Pix, confira este post completo:Pix: entenda novo meio pagamento instantâneo”!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais também: Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIne YouTube.


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais