fbpx

Para quem deseja abrir o seu e-commerce, uma das tarefas mais importantes é definir quais os meios de pagamento serão disponibilizados na loja virtual. Esta definição pode ser fator decisivo para a conversão de uma compra, pois, caso você não possua a forma de pagamento desejada pelo seu cliente, ele poderá desistir de finalizar a compra.

 

E você sabe o que são os meios de pagamento para e-commerce ou meios eletrônicos de pagamento? Quais as diferentes opções atualmente disponíveis no mercado e as características de cada uma delas? Independentemente da resposta, venha comigo conhecer mais sobre este conceito!

 

Os meios eletrônicos de pagamentos, são as ferramentas utilizadas para que os pagamentos, tanto de uma compra presencial como o de uma compra realizada na internet, possam ser concretizados. 

 

Atualmente, existem no mercado diversas formas de realizar pagamentos utilizando-se destes meios eletrônicos voltados para o e-commerce. Veja a seguir algumas destas formas:

Meios de pagamento para e-commerce

Cartão de crédito

Sem dúvida este continua sendo um dos  meios de pagamento preferido pelos consumidores. Segundo dados da Ecommerce Org, esta opção é a escolhida por 76% dos consumidores, ou seja, segundo estudos do MOIP, em cada dez compras online, sete são concluídas através de um cartão de crédito. 

 

Portanto, é essencial disponibilizar em seu e-commerce essa opção de meio de pagamento. Nesta opção, o cliente deverá digitar os dados do cartão de crédito e, depois de aprovado o crédito, a compra será concluída. 

 

Para disponibilizar este como um dos meios de pagamento em sua loja virtual, o lojista poderá negociar diretamente com a operadora do cartão ou com gateways e intermediadores que oferecem, geralmente, custos mais baixos para o lojista. Para o lojista essa modalidade é muito eficaz pelo fato de inibir a inadimplência.

 

Além da facilidade e rapidez de aprovação da compra, este meio de pagamento possibilita oferecer opções de parcelamento aos seus clientes. Mas, atenção as taxas que serão cobradas, pois, em alguns casos podem impactar significativamente no lucro de seu negócio.

Boleto bancário

Esta é o segundo dos meios de pagamento mais utilizados nas compras online e o mais fácil de habilitar em seu e-commerce, pois, necessita apenas a abertura de uma conta corrente no banco de sua escolha, para que os boletos possam ser gerados para os seus clientes. 

 

Simples e seguro, serve como opção para aqueles clientes que não dispõem de um cartão de crédito ou débito, ou mesmo ainda não se sentem seguros o bastante para realizar suas compras pela internet, visto que não há necessidade de inserir dados relativos a cartões de crédito ou débito.

 

Clique aqui e leia nosso post com 5 dicas para você melhorar a credibilidade da sua loja virtual

 

Após escolher os produtos o cliente gera o boleto e deve efetuar seu pagamento através da rede bancária, casas lotéricas ou internet banking. Esta modalidade é geralmente utilizada também por aqueles que desejam realizar o pagamento à vista, onde, em alguns casos, podem receber descontos, oferecidos pelos lojistas, para aqueles que optarem por esta modalidade de pagamento. 

 

Para poder disponibilizar este como um dos meios de pagamento em seu e-commerce, é necessário que o lojista tenha o suporte de uma plataforma que gere os boletos. É importante se atentar para o fato de que, a emissão destes boletos geram uma taxa a ser paga pelo lojista e também possuem um prazo de compensação que pode variar de 01 até 05 dias úteis. 

Cartão de débito ou débito em conta

Este é um dos meios de pagamento que vem crescendo muito nos últimos anos no e-commerce. É uma transferência entre contas onde o cliente digita os dados da conta e a senha bancária e o banco, por sua vez, autoriza a transação, disponibilizando o valor da compra na conta da loja. 

 

Possui como pontos positivos, além o fato de o recebimento ser quase imediato, menos de 24 horas, o de eliminar o risco do Chargeback (quando o cliente solicita o reembolso do pagamento). Entretanto, será necessário que o e-commerce realize convênios com instituições bancárias, de sua preferência, que incluirão taxas na compra, por vezes não muito atrativas. Podendo também habilitar este meio de pagamento através de algum intermediário, que veremos mais adiante.

 

Também é preciso observar se sua plataforma possui integração desse tipo com Bancos.  

Transferência bancária

É uma forma direta de pagamento, onde não há intermediação e o pagamento é de total responsabilidade do comprador. Sua vantagem é a de que o consumidor realiza o pagamento dentro do prazo estipulado pela loja, pois é o único envolvido na decisão do pagamento.

 

Nesta modalidade, o lojista deverá informar ao cliente os dados da conta para a qual deverá ser realizada a transferência. Simples e segura, não gera custos de terceiros ao lojista e este receberá o valor integral referente a venda realizada.

 

Porém, poderão ocorrer cobranças de taxas de transferência entre bancos, para os consumidores, além de que muitos ainda relutam em utilizar este meio de pagamento, no e-commerce, pelo fato de terem que inserir seus dados bancários e serem alvo de algum tipo de fraude. Além disso, o processo de compra pode ser mais lento, pois, o pedido somente será enviado ao cliente após a confirmação da transferência.

Tipos de integrações de meios de pagamento para e-commerce

Como vimos, alguns meios de pagamento necessitam ser habilitados e para promover esta habilitação será necessário optar por algum serviço de integração que possibilitará que sua plataforma realize a integração, seja através de ferramentas ou diretamente com as instituições, a fim de habilitar o meio de pagamento escolhido.

 

Em geral, para utilizar os meios de pagamento em seu e-commerce, são utilizados os três tipos de serviços a seguir:

 

  • Adquirentes – São os responsáveis pela comunicação com as bandeiras de cartões (Visa, Mastercard, Cielo , American Express, etc), bem como com os bancos emissores (Bradesco, Itaú, Santander, Etc). Dentre os principais adquirentes temos: Cielo, Redecard, Global Payments, FirstData, Getnet e Stone.

Antes de contratar, procure realizar uma pesquisa, observando itens como valores e taxas, tanto para pagamento a vista quanto parcelado, sistema anti-fraude, sistema de checkout ou API, prazo de compensação (liberação do pagamento para o lojista).

 

  • Intermediadores de pagamento – São plataformas que realizam a interligação de clientes, adquirentes e lojistas. Basicamente, neste ambiente, o cliente realiza o pagamento ao intermediador que aciona a bandeira do cartão ou o banco que deverá autorizar a compra para que então o lojista possa realizar a venda no e-commerce.

 

A grande vantagem de se utilizar um intermediador de pagamentos é o fato de que eles podem disponibilizar várias bandeiras de cartões de créditos para os clientes, além de possuírem contratos com bancos, oferecendo também pagamentos via débito, boleto bancário ou transferência. Permitindo assim que o lojista necessite de realizar apenas um contrato que já disponibilizará todas as integrações de meios de pagamento, necessárias ao seu e-commerce.

 

Dentre os principais intermediadores de pagamento, temos: 

 

  • PagHiper;
  • Wirecard;
  • PagSeguro;
  • PayPal;
  • PayU;
  • Mercado Pago;
  • Gerencianet;
  • IUGU;
  • Paybras.

Gateway

Trata-se de uma ferramenta capaz de conectar o e-commerce com as instituições financeiras, permitindo o processamento dos meios de pagamento.

 

Os  Gateways de pagamento, funcionam mais ou menos como as máquinas de cartões, porém na modalidade online.

 

Para tal, ao efetuar o pagamento em uma loja virtual, o cliente irá selecionar qual bandeira deseja, inserindo as informações do cartão de crédito que serão solicitadas. A partir daí, o gateway irá se comunicar com a rede de adquirentes e verificará se há saldo suficiente para a realização da compra, podendo ser autorizada ou recusada de acordo com o resultado da consulta.

 

Dentre os principais Gateways de pagamentos, temos:

 

  • E-Rede;
  • MaxiPago;
  • AllPago;
  • Braspag;
  • Pagar.me
  • MundiPagg.

 

Para realizar a contratação de um Gateway é preciso observar quais recursos e serviços são disponibilizados por ele, pois, estes podem variar muito em suas particularidades, onde alguns possuem mais vantagens que outros.

 

Por isso é importante que você entenda quais são as necessidades de seu e-commerce, entendendo primeiramente as necessidades de seus clientes (persona) para só então definir quais serão as melhores alternativas para o seu negócio.

 

Conheça algumas ferramentas que podem ser muito úteis na gestão financeira de seu negócio.

 

Não se esqueça que sua plataforma deverá estar alinhada com suas escolhas e para isso, precisa se certificar de que ela possui integração com o Gateway de pagamentos que você escolher.

 

Como você pôde perceber, um dos desafios enfrentado pelo lojista, ao abrir sua loja virtual, será o de escolher os meios de pagamento que irá disponibilizar aos seus consumidores.

 

Neste momento, o lojista precisará estar atento a alguns detalhes, dentre os quais o de realizar sua escolha baseando-se nas preferências de seus clientes, porém, sem deixar de observar o impacto financeiro gerado por cada uma das opções disponíveis no mercado atualmente.

 

Atualmente, devido ao crescimento do e-commerce, encontramos diversas opções de meios de pagamento disponíveis. Cada uma com suas particularidades, visando atender, tanto às necessidades dos lojistas como de seus clientes.

 

Mas, antes de escolher, procure calcular e observar muito bem, quais são as reais necessidades de seu negócio, de forma a poder disponibilizar os melhores meios de pagamento para os  seus clientes em sua loja virtual, pois, assim, com toda a certeza a possibilidade de concretizar a venda será muito maior, aumentando a taxa de conversão de seu e-commerce e consequentemente os seus ganhos financeiros.

 

Neste post, veja 7 dicas para começar o planejamento do seu negócio e fazê-lo crescer.

 

Bem, ficamos por aqui e espero que as informações aqui disponibilizadas tenham sido úteis e contribuam para o crescimento de seu negócio online. 

 

Gostou das dicas? Então inscreva-se no blog e aproveite para acompanhar as nossas redes sociais: TwitterFacebookInstagram e YouTube.

 

Powered by Rock Convert


Comentários

Comentários

Ângela Pina
Sou graduada em administração de empresas e atuo como Gestora Financeira na empresa iSET. Apaixonada pelo Egito. Adoro ler, principalmente escritores como Agatha Christie e Dan Brown.
Post criado 5

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo