Site fora do ar na Black Friday? Saiba como evitar!

As vendas da Black Friday de 2020 passaram de 5,1 bilhões – valor 31% maior do que o mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Neotrust / Compre&Confie.

 

De acordo com o estudo, foram realizadas 7,6 milhões depedidos online na data, número 24,7% maior do que o registrado na Black Friday em 2019. A maior parte dos pedidos foram feitos na parte da tarde do dia 27 de novembro.

 

Após a realização da Black Friday 2020, ainda constatou-se que o ticket médico cresceu 5,1%, totalizando R$ 668,70! As mulheres representaram 55,7% dos pedidos, mas os homens lideraram no valor do ticket médio: R$ 902,28!

 

Em um contexto de lojas físicas fechadas e isolamento social, o e-commerce registrou a sua maior alta históricaem 2020, com picos de crescimento nas datas sazonais, como Dia das Mães e dos Namorados.

 

Ainda de acordo com o mesmo relatório da Neotrust / Compre&Confie, comparando com 2019, o total de consumidores na Black Friday cresceu 23,7%, sendo 4,33 milhões! Foram 344 mil novos consumidores (que não compraram na Black Friday anterior).

Prejuízo do site fora do ar

Mesmo com todo esse lucro e crescimento do mundo do e-commerce, na Black Friday, cada segundo que um site fica fora do ar faz diferença. Um site fora do ar é sinônimo de problemas para a empresa. Seja um blog ou uma loja virtual, qualquer período de indisponibilidade pode gerar perdas para o seu negócio.

 

Principalmente na BlackFriday, ter o site fora do ar pode ser um pesadelo! Imagine: no dia de maior acessos, com campanhas rodando, usuários tentando acessar sua loja, ela não está funcionando.

 

Muitas vendas são perdidas, o lucro é reduzido, pode ocorrer prejuízo e isso também pode criar uma péssima experiência de compra, acabando com suas chances de fidelização na Black Friday.

 

Baixe o maior comparativo das plataformas de e-commerce SMB do Brasil para criar uma loja virtual!

Demora no carregamento

Nesta Black Friday, mesmo com todo o avanço da tecnologia de loja virtual, houveram lojas com demora no carregamento, além de instabilidade. Um estudo mostra que, em média, a demora foi de 9,3 segundos para carregar o conteúdo completo do site no período registrado.

 

Para ter uma ideia do impacto desta demora adicional, a Akamai estima que cada segundo a mais no carregamento implica em perda de conversão de 20,5% no celular e 21,8% no computador.

 

O estudo também registrou o timeout, quando o site não termina de carregar mesmo 45 segundos depois de acessado. Cada segundo conta: de acordo com o Google, um site perde R$1,5 milhão quando fica 1 hora fora do ar na Black Friday.

 

O prejuízo total, porém, é maior ainda. Um estudo da New Voice Media mostra que 34% dos consumidores se vingariam de uma experiência ruim compartilhando sua insatisfação nas redes sociais ou em avaliações negativas.

Além disso, a White House of Consumer Affairs afirma que experiências negativassão espalhadas para duas vezes mais pessoas do que experiências positivas. Assim, problemas como demora no carregamento ou site fora do ar não só deixam o consumidor insatisfeito, como podem fazer com que o impacto de uma experiência negativa para a marca seja muito maior.

Experiência de compra

A experiência de compra é o conjunto das percepções que um consumidor desenvolve ao interagir com uma loja durante as fases de pesquisa, compra e até a relação pós-venda. Quando falamos em experiência do cliente há muito mais do que se pensa em jogo. Isso porque todo o caminho feito pelo visitante ao navegar por suas páginas conta para que ele se sinta satisfeito. E a satisfação é a palavra de ordem na cultura de consumo atualmente. Inclusive, é graças a esta palavra que o seu e-commerce realmente terá chance de comercializar algo.

 

Existem diversos fatores que ajudam a determinar uma boa experiência de compra, e é por isso que neste post, apresentamos 14 dicas essenciais para você utilizar em seu e-commerce!

Como evitar isso?

Portanto, para evitar que tudo isso ocorra com o seu negócio, é preciso fazer algumas ações essenciais.

Invista em uma boa plataforma de e-commerce

A primeira delas é verificar a sua plataforma de e-commerce. Que uma loja virtual é o melhor investimento que você pode ter, isso você já sabe. Agora, é preciso saber investir na plataforma certa para o seu negócio.

 

Preze pelo bom atendimento técnico e 100% humanizado. É muito importante receber aquela atenção especial, conteúdos e tutoriais completos e mais cursos que possam te ajudar na caminhada da criação e crescimento do seu negócio online.

 

Portanto, verifique o histórico da empresa, entre em contato com clientes, entre nos sites da plataforma e grupos no whatsapp se houver algum. Também vale ver o Reclame Aqui da empresa.

 

Depois disso, procure por uma plataforma que mostre disponibilidade e funcionalidade 100% nas últimas Black Fridays e com infraestrutura 100% em nuvem, o que ajuda bastante para manter as lojas no ar durante todo o ano, inclusive na Black Friday.

Evite plugins

Agora, outros fatores também podem influenciar na disponibilidade do seu e-commerce. Preste atenção no uso de plugins.

 

Alguns plugins podem causar lentidão no seu site ou blog, fazendo com que você perca visitas e até mesmo possíveis clientes.

 

Portanto, é importante ficar atento a essa séria característica que pode estar, de certa forma, prejudicando o seu negócio. Para evitar que você passe por esse tipo de problema, procure não usar plugins no seu site.

 

Tenha em mente que quantidade não garante qualidade. Plugins mal programados, incompatibilidade entre os próprios plugins e requisições elevadas ao servidor são uma combinação que leva à lentidão.

Imagens

Um dos fatores mais comuns de lentidão em um site é imagens com qualidade extremamente alta e com tamanho exagerado, que demoram a ser baixadas pelos usuários com conexões ruins, atrasando o tempo de abertura da loja virtual e gerando um tráfego de dados muito alto, consumido exageradamente recursos do servidor.

 

Sempre faça um tratamento nas imagens antes de enviar para o servidor, como por exemplo compactando-as.

 

Se quiser saber como deixar sua loja virtual mais rápida, leia o post: “6 dicas imperdíveis para deixar sua loja virtual mais rápida!”

 

 

E aí, gostou do post e das dicas? Deixe seu comentário!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais também: Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIne YouTube.


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais