Durante o planejamento de abertura de um e-commerce, é comum que surjam algumas dúvidas em relação ao investimento necessário para iniciar as vendas e a divulgação.

 

Ainda que seja um processo diferente de lojas físicas, o e-commerce requer uma estrutura e a definição de uma estratégia eficaz para que obtenção de bons resultados, afinal ele é um negócio assim como qualquer outro.

 

O investimento é, para muitos empreendedores, o ponto-chave para iniciar uma loja virtual. Por isso, nos primeiros passos, é importante entender quanto custa abrir um e-commerce e também conhecer os itens indispensáveis para abrir um negócio online.

 

Neste post, vamos falar sobre o assunto e entender os custos por trás de uma loja virtual. Boa leitura!

Por que planejar?

Usar o planejamento para criar sua loja virtual é essencial!

 

Com ele, você fica sabendo o cenário atual do negócio fica mais fácil entender como chegar aonde sua empresa deseja. Além disso, com uma análise do mercado, também é possível descobrir o que seus clientes querem comprar de verdade e selecionar suas mercadorias com base nisso, tornando seu investimento mais certeiro, poupando muito mais!

 

Para criar uma loja virtual, entender seus produtos e como eles irão se comportar no ambiente digital é importantíssimo para investir nas suas estratégias e campanhas de marketing, por exemplo.

 

Entender o custo do seu produto, sua margem de lucro, a disponibilidade do mesmo, facilidade de entrega são alguns pontos chave para se pesquisar para entender como ter sucesso no e-commerce.

 

O planejamento também é importante para saber quais ações você deve seguir para alcançar as metas do seu negócio. Ele ajuda a definir seus objetivos, assim, fica mais fácil saber qual caminho seguir, quais ações devem ser feitas, quais projetos iniciar.

Quanto custa abrir um e-commerce?

Em linhas gerais, os empreendedores têm que se preocupar basicamente com duas áreas:

 

1- Custos relacionados à estrutura da loja virtual: plataforma, layout e demais recursos de TI;

2- Custos com marketing: campanhas e ads, investimento em criação de conteúdo, dentre outros.

 

Atribuiremos valores aproximados para cada um dos fatores que exigem investimento. Vamos a eles!

Estrutura da loja virtual

Plataforma de e-commerce

Há três tipos: gratuitas, pagas e de código aberto. As pagas apresentam valores que oscilam entre R$ 40 mensais até R$ 6 mil ou mais, conforme o tráfego e o volume de vendas. Esse tipo de plataforma é indicada para novos negócios, pois oferecem suporte e ferramentas que auxiliam a gestão e divulgação.

 

Já as de código abertorequerem pagamento e servidor (a partir de R$ 30 mensais) e um profissional e/ou agência para desenvolver o ambiente ao qual o cliente terá acesso e aquele em que os gestores vão cadastrar os produtos, acompanhar o andamento das vendas, entre outros pontos.

 

Esse profissional cobra entre R$ 2 mil e R$ 10 mil para deixar o e-commerce no ar e funcionando. A variação se dá pela estrutura, funcionalidades específicas, quantidade de produtos a serem colocados à venda e pela decisão se a tarefa de cadastrar ficará ou não por conta dos profissionais contratados.

Layout

O layout pode estar incluso no pagamento referente ao desenvolvimento, contudo, deve estar especificado no contrato. Existem templates oferecidos pelas plataformas (gratuitas ou pagas), mas se você quiser algo exclusivo terá que desembolsar entre R$ 1.000 e R$ 5.000. Nesse montante pode estar incluso logo, fonte específica, menus, botões e outros elementos que farão parte do front-end das páginas do site.

 

Quer saber dicas de como escolher o melhor template para e-commerce? Então, clique aqui!

Certificado de segurança

É o certificado de segurança SSL que criptografa as informações trocadas entre a loja virtual e o cliente para que não sejam interceptadas por terceiros mal-intencionados. Existem no mercado os gratuitos e os pagos, cujos valores são a partir de R$ 24,00 por mês. É pouco, mas mantém os dados protegidos. Além disso, também existem plataformas que já disponibilizam os certificados gratuitamente.

 

Você sabe o que é o certificado de segurança SSL e porquê ele é essencial em sua loja virtual? Saiba aqui!

Hospedagem e registro de domínio

Domínio é a identificação de sua loja ou site na internet, ou seja, é o seu endereço virtual, por exemplo: minhaloja.com.br

 

É necessário que se registre o domínio para que você não perca a disponibilidade do mesmo. Você pode registrá-lo na plataforma de e-commerce da sua loja virtual no momento da contratação ou em órgãos de registro de sua preferência, como a Registro.br, GoDaddy ou Locaweb.

 

Existem diversas empresas que realizam o registro de domínios. Além disso, também é possível encontrar extensões de domínio que são gratuitas, porém, para uso profissional não é uma opção recomendada. Registrar um domínio pago lhe garante extensões que possuem maior confiabilidade, como, por exemplo, o .com ou o .com.br.

 

O registro do domínio fica em média, anualmente, deste modo:

 

  • .com.br : R$40
  • .online : R$5,00
  • .com : R$40,00

 

Os preços de hospedagemde domínio são em média R$ 20 / mês.

Marketing

A publicidade na internet e estratégias de marketing digital são divididas entre aquelas que exigem recursos financeiros e as que exigem conhecimento, prática e tempo para o desenvolvimento.

Campanhas de marketing pagas

Vamos analisar as principais opções:

 

  • Google Adsense: A partir de R$ 3,00 por campanha. Cada clique nos links patrocinados pode custar até 10 centavos;
  • Facebook Ads: A partir de R$ 3,00 por publicação impulsionada;
  • Twitter Ads: Os valores são a partir de US$ 1;
  • Campanha SEO: é baseada no conteúdo produzido pelo e-commerce em sua página ou blog. A partir daí, ele pode utilizar as palavras-chave para o site ser encontrado nos mecanismos de buscas, como o Google e Bing. A própria loja pode criar posts ou contratar uma agência para esse fim.
Você sabe exatamente o que é marketing digital, como ele funciona e quais os seus benefícios para seu e-commerce? Leia nosso post para aprender tudo sobre o assunto

Como determinar em que pontos investir?

Como visto, existem diferentes tipos de custos relacionados à implementação de uma loja virtual. O investimento inicial pode ser baixo, mas vai exigir mais trabalho dos gestores. Além disso, o grau de profissionalismo pode deixar a desejar.

 

Assim, a pergunta não será mais quanto custa abrir um e-commerce, mas sim como vou empregar o dinheiro que eu tenho para ter o máximo de retorno? Existem diferentes modelos de negócios para o campo eletrônico. Contudo, para manter o alto nível de profissionalismo, é importante buscar alternativas que se mostrem viáveis, mas que, ao mesmo tempo, demonstrem a autoridade do site.

 

Está na hora de dar o primeiro passo e finalmente criar sua loja virtual!

 

Gostou do post de hoje ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais também: Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIne YouTube.

 


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais