Live commerce: o que é como sua loja pode aproveitar essa tendência?

O crescimento contínuo do e-commerce, potencializado pela quarentena devido à pandemia do novo coronavírus, que já dura mais de um ano, fez o mercado de e-commerce crescer significativamente de um lado e, de outro, tornar-se mais competitivo, exigindo ações diferentes para quem deseja se diferenciar da concorrência e impulsionar as vendas.

Para se ter uma ideia, o número de lojas virtuais no país pulou de 930 mil para 1,3 milhão entre agosto de 2019 e 2020. Um crescimento de mais de 40%, conforme o G1.

Para 2021, as previsões para o e-commerce continuam promissoras. De acordo com a Ebit|Nielsen, o mercado deve crescer cerca de 26%, atingindo um faturamento de R$110 bilhões.

Responsável por boa parte deste faturamento, o live commerce veio para alavancar as vendas do e-commerce e atrair ainda mais o público.

Este modelo de vendas, que ganhou espaço em muitas marcas reconhecidas do e-commerce, lança mão de estratégias que destacam lojas virtuais próprias ou webstores dentro de marketplaces para a divulgação de produtos, atração e fidelização de clientes.

Com o mercado digital crescente de 2020, o live commerce que já era uma realidade lá fora do país, começou a ganhar a internet no Brasil.

 

Você sabe exatamente o que é live commerce?

O live commerce é tido como uma estratégia que alia vendas e divulgação de produtos ao vivo e on-line.

Esse formato é uma transmissão ao vivo, com foco comercial, onde se incentiva a compra de determinados itens, despertando a curiosidade do público. Através do live commerce, os clientes podem tirar dúvidas, aprender formas de usar, de combinar e até mesmo de limpar e manter o item comprado.

Essas lives costumam ser apresentadas por influenciadores ou artistas que tenham relação e vínculo com o nicho da loja. Isso potencializa a audiência, atraindo também fãs da personalidade.

Outro ponto positivo é a maior credibilidade que os famosos trazem para as informações transmitidas.

As transmissões são realizadas por meio das redes sociais ou plataformas especializadas e permitem uma interação em tempo real com o público.

Além da demonstração dos produtos, o live commerce também traz algum tipo de entretenimento ou gamificação na apresentação, ou seja, criam uma espécie de jogo onde o público pode interagir e ganhar pontos ou produtos.

No Brasil, a estratégia vem ganhando cada vez mais espaço. Em junho de 2020, por exemplo, a Americanas lançou o Americanas ao Vivo, um projeto pioneiro no Brasil que traz a experiência do live commerce para os clientes da marca.

Semanalmente são realizadas lives em que famosos e parceiros da B2W Marketplace, da qual a Americanas faz parte, apresentam diversos produtos, fazem reviews, tiram dúvidas e interagem com o público.

Dois momentos que marcaram esse projeto neste quase um ano foram a primeira live, com a influenciadora Camila Coutinho, que fez reviews de produtos de beleza, e a participação do projeto de artesãos do Jirau da Amazônia, que vendem para todo Brasil através da marca. A live aconteceu diretamente de Manaus.

E para trazer um serviço de qualidade e uma experiência de excelência para o público, uma equipe de produção do site ajuda o vendedor a desenvolver o roteiro da transmissão e dá dicas de gestão de tempo para que ele possa “vender seu peixe” durante a live, com média de uma hora de duração.

Hoje em dia, a iniciativa de live commerce também tem sido adotada por outros marketplaces e e-commerces aqui no Brasil.

 

E-book 6 Estratégias pouco exploradas por quem vende em e-commerce

 

As vantagens e os desafios do live commerce

As vantagens do live commerce já estão perceptíveis para você, leitor. Mas você também deve ter percebido que adotar esta estratégia significa superar alguns desafios. Para que você possa visualizar melhor e fazer um comparativo entre vantagens e desafios, veja, a seguir:

Vantagens:

  • Permite captar leads da audiência;
  • Aumenta engajamento e taxa de conversão em até 10x;
  • É possível monetizar suas apresentações;
  • Aproxima a experiência de compra online da oferecida em loja física;
  • A presença de artistas, músicos e influenciadores atrai e potencializa as vendas.

Desafios:

  • Exige investimento em estrutura;
  • Estruturar o site para aguentar picos elevados de acesso;
  • Lidar com os imprevistos que o ao vivo sempre está suscetível;
  • Conseguir prender a atenção do público, que está saturado de telas.

 

Dicas para um live commerce de sucesso

Caso você deseje incluir a estratégia no seu planejamento de marketing e vendas, é preciso pensar na melhor maneira de colocá-la em prática.

Então, aqui vão algumas dicas para que você estruture seu live commerce, oferecendo qualidade e entregando uma experiência excepcional que, certamente, vai garantir o retorno para o seu negócio.

 

Faça um planejamento estratégico

Antes de cada live, faça um planejamento de marketing e vendas específico e personalizado. Entenda o que o que você espera com cada uma delas: aumentar as vendas, ganhar market share, lucro etc. Assim você saberá como guiá-la da melhor forma.

 

Neste post, veja 7 dicas para começar o planejamento do seu negócio e fazê-lo crescer.

 

Tenha um bom roteiro

Nem sempre você poderá contar com apresentadores que têm o dom da oratória e do improviso. Por isso, sempre prepare um bom roteiro.

Traga um conteúdo assertivo, linguagem fluida e acessível e que traga informações relevantes, originais e únicas.

 

Tenha um bom apresentador

Não basta apenas que ele seja uma pessoa conhecida do seu público.

Para segurar uma audiência por uma hora (tempo médio de duração das lives), é preciso ir além e ter carisma, desenvoltura e conseguir trabalhar com improvisos.

Pesquise bem antes de fechar um apresentador para suas lives. Você pode assistir vídeos, participações em programas de televisão, entrevistas etc. Ou ajude-os a se capacitar e ter a melhor performance possível.

 

Invista em um bom cenário

Crie um cenário personalizado com elementos que remetam à sua marca. É interessante que o apresentador ajude a compor essa identidade visual.

No Americanas ao Vivo, por exemplo, os influenciadores e artistas sempre usam roupas vermelhas e brancas, que são as cores da marca.

Questões de estrutura também são importantes, como isolamento acústico e equipamentos profissionais de iluminação, sonorização e captação de imagem.

Se possível, invista em uma equipe profissional de streaming para direção de cenas. Eles também disponibilizam profissionais da área de TI, para garantir a qualidade do serviço e a segurança das informações transmitidas.

Ah! Não esqueça que vender nos marketplaces também pode ser um caminho para quem deseja ter sua loja participando de um live commerce, mas tem pouco capital para investir nisso dentro de uma estrutura própria.

O importante é aproveitar a tendência e engajar os clientes!

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais também: Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais