Aprenda a fazer um controle de custos e despesas de seu negócio online

Então você finalmente teve a coragem de meter sua cara a tapa e criar um negócio online, mas ainda não sabe exatamente quanto de lucro que você vai ter por produto vendido, o que fazer a partir deste ponto?

 

Obviamente você tem uma ideia geral do lucro que você acha que você vai ter ao pesquisar o custo para fazer aquele produto, ou até mesmo importá-lo e aí pesquisar o preço de mercado deste produto, mas será que é só isso mesmo?

 

O controle de custos e despesas é indispensável para o sucesso e crescimento do seu negócio online, mas você sabe o que exatamente representa cada tipo de gasto no seu negócio? A diferença entre os dois realmente precisa ser explicada, então aqui vai:

 

Custo: mensalidade da plataforma (caso utilize uma), salário de quem se envolve na produção do produto, matéria-prima etc.

 

Despesa: Despesas são todos os gastos relativos à administração da empresa, ou seja, que não estão relacionados com a produção, exemplo: cafezinho da sala de reunião, etc.

 

Para saber se algo é um custo ou despesa, basta fazer a seguinte lógica: a falta desse gasto afetaria a produção, número de vendas e o objetivo social da empresa? Se sim, é um custo, se não, é uma despesa.

 

Conheça algumas ferramentas que podem ser muito úteis na gestão financeira de seu negócio.

 

Agora por que você precisa saber as diferenças entre os dois? É muito simples: o controle de custos e despesas precisa ser categorizado, quebrado, para que sua definição e revisão possam ser realizadas com critérios realmente objetivos e resultados melhores.

Custos fixos ou variáveis

Custos fixos: É aquele valor recorrente de todo mês que nunca muda, e que não se alteram de acordo com o volume de fabricação do produto, como por exemplo: Aluguel do estabelecimento.

 

Custos variáveis: Estes são aqueles que têm relação ao volume de produção, exemplo: a matéria prima usada para confeccionar seu produto.

Despesas fixas e variáveis

Despesas fixas: Aluguel do escritório (não ser confundido com o aluguel da fábrica), taxas bancárias, seguros, entre outros. É o dinheiro que irá sair do seu bolso mesmo que a empresa não venda nada naquele mês.

 

Despesas variáveis: São aquelas despesas relativas à produção, e que não podem ser confundidas com custo. São chamadas assim pois o valor gasto com elas é variável e seu valor muda conforme o volume de vendas, produção ou alguma outra atividade da empresa. Exemplos: frete, embalagens, energia elétrica etc.

 

Certo, agora que você já sabe o que são todas essas categorias de custo e despesas, você deve estar pensando: nossa, mas como que eu vou conseguir administrar isso tudo?

 

É aqui que um bom software de gestão entra em cena.

 

Em um outro post que eu falo 6 dicas para organizar as contas a pagar de seu negócio online eu recomendei o Conta Azul, e aqui também vou recomendá-lo, simplesmente pelo fato de que no momento eles estão brigando com os gigantes no que diz respeito à software de gestão.

 

Neste post, veja 7 dicas para começar o planejamento do seu negócio e fazê-lo crescer.

 

O Conta Azul é um software online, pago, e será um valor muito baixo se comparado com o trabalho que ele irá te poupar todos os meses quando for fazer a conciliação mensal.

 

Espero que estas informações tenham sido úteis para vocês e que contribua com o crescimento tanto de sua empresa quanto pessoal! Um forte abraço e sucesso para todos!

Ah! E não deixe de se inscrever em nossa newsletter e seguir a gente no Twitter, Instagram, YouTube e no Facebook!


Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on email

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais