Estratégias de SEO para E-commerce: técnicas para vender mais

estrategias-seo-ecommerce-tecnicas-para-vender-mais-2500x1440

Nesse artigo você vai aprender:

No universo do marketing digital, muita gente já ouviu falar em SEO e até conhece a importância desse serviço, porém, quando chega na hora de explicar sua relevância ou de priorizar pontos mais básicos da construção da estratégia, acaba encontrando algumas dificuldades.

Por isso, neste conteúdo, vamos dar argumentos de como vender SEO, falar sobre os principais benefícios e oferecer várias dicas práticas de como melhorar sua estratégia para e-commerce. Acompanhe a leitura!

 

Como vender SEO? Confira 4 benefícios incríveis!

Como falamos acima, a importância do SEO é facilmente notada, mas em alguns momentos é difícil explicar os pontos estrategicamente, pois não é como as mídias de performance, que colocando X quantidade de dinheiro, a sua empresa vai obter Y de resultado.

O trabalho de SEO costuma ser um pouco mais complexo, mas se bem-feito, é possível complementar a estratégia de tráfego pago e otimizar o dinheiro da sua empresa para melhorar ainda mais os resultados no orgânico e CPC.

Para entender mais a fundo a importância desse serviço, a seguir, acompanhe os 4 principais benefícios que você e o seu time terão ao trabalhar com Search Engine Optimization.

 

1. Maior relevância

Quando estamos falando de tráfego orgânico, sabemos que quem manda é o Google. Esse mecanismo de busca possui inúmeros fatores que são levados em conta para ranquear ou não uma página, além de todas as penalizações.

Nesse cenário, a meta de grande parte das empresas ou pessoas físicas que possuem um site é ranquear suas páginas nas primeiras posições e isso requer toda uma estratégia, muitos relatórios técnicos e diversas análises.

Essas análises são para encontrar possíveis erros no site, e caso existam, sugerir as otimizações necessárias para tornar o domínio o mais saudável possível, melhorando a experiência do usuário dentro das páginas e atingindo as especificidades impostas pelo Google.

Alguns dos pontos técnicos e das métricas que são vistos frequentemente em análises de SEO são:

  • Velocidade de carregamento das páginas;
  • Segurança da página (HTTPS);
  • Otimizações de meta descriptions e titles;
  • URL amigável;
  • Clareza na hierarquia das páginas;
  • Links internos;
  • Links externos;
  • SEO On Page;
  • SEO Off Page;
  • Classificação do site;
  • Taxa de conversão orgânica;
  • Tráfego de pesquisa orgânica;
  • ROI do Inbound Marketing;
  • Valor de vida do cliente;
  • Receita de vendas;
  • Custo por lead;
  • Autoridade de página e domínio.

 

Para escolher as métricas que mais fazem sentido para a sua realidade, vale a pena iniciar o projeto com um relatório inicial, a fim de se ter um overview da situação que o domínio se encontra e conseguir priorizar as ações mais importantes.

Portanto, só será possível ter um site relevante para o Google e que apareça para seus usuários com um bom SEO, pois, para se destacar, é essencial se adequar aos fatores estabelecidos pelos mecanismos de busca e cuidar das métricas técnicas do domínio.

 

 

2. Tráfego qualificado

O segundo benefício claro quando trabalhamos bem o SEO é um tráfego melhor qualificado, ou seja, os usuários chegam nas páginas certas no momento certo e isso faz com que a verba não seja desperdiçada com um usuário que ainda não está pronto para conversão.

Com uma boa estratégia, é possível otimizar o tráfego do site e impactar cada um dos usuários no momento certo, atendendo suas expectativas, solucionando seus problemas e, assim, construir um bom relacionamento com ele, fazendo-o até mesmo indicar o serviço ou produto para outras pessoas e voltar para realizar novas compras.

 

3. Maior lucratividade

A terceira vantagem que acompanha um ótimo trabalho de SEO é uma maior lucratividade na loja online, pois, seguindo as boas práticas, você ranqueia nas primeiras posições, e estando mais visível no Google é possível vender muito mais.

Ou seja, investir seu esforço nesse tipo de estratégia pode ser a chave para se ter um site de sucesso, que sabe se comunicar com seus clientes em cada uma das etapas do funil de conversão, criando uma relação saudável com eles, além de uma boa imagem perante os mecanismos de busca e os usuários.

 

 

Atender bem seus clientes e estar pronto para sanar uma dúvida ou ajudá-los quando precisam são alguns dos pilares para a criação de brand lovers, ou seja, fãs da sua marca, que além de comprar, ainda levam a mensagem da marca por aí.

Além disso tudo, é possível construir relatórios de SEO para otimizar métricas que afetam diretamente a lucratividade da empresa, sendo algumas delas: ROI, valor de vida do cliente, custo por lead, receita de vendas, etc.

 

4. Crescimento estável

Por fim, o quarto benefício decorrente de uma boa estratégia de SEO é o crescimento estável do site no orgânico, ou seja, os resultados continuam mesmo se o projeto for pausado em algum momento.

Diferente da mídia de performance, que os resultados cessam quando a empresa para de investir, no SEO os resultados são perenes e continuam crescendo após o final do projeto. Claro que não no mesmo ritmo de quando é trabalhado constantemente os tópicos técnicos, mas o crescimento ainda fica visível.

Agora, que tal aprender mais sobre como melhorar o SEO de e-commerce? Abaixo, confira dicas práticas!

 

estrategias-seo-pra-ecommerce-tecnicas-vender-mais-2500x1440

 

Dicas práticas do SEO para e-commerce

Você já sabe a importância de se trabalhar com SEO para e-commerce e os frutos que esse serviço pode dar para a sua marca, então veja, a seguir, algumas dicas para colocar em prática na sua loja online e obter ótimos resultados!

 

Bots no site

Existem alguns elementos fundamentais para ajudar os bots do Google nas etapas de Rastreamento, Renderização e Indexação, que são fundamentais para que as páginas da sua loja online sejam entregues para os possíveis clientes e, assim, eles convertam.

Ainda, uma outra boa prática de SEO para facilitar esses processos iniciais que são feitos pelos bots do Google é dar uma atenção maior para a semântica do código para facilitar a leitura do robô.

Para isso, é importante que o código fonte (linguagem de programação com comandos) esteja organizado de forma adequada para facilitar essa leitura.

Os principais elementos técnicos que influenciam na leitura de identificação são:

  • Robots.txt file
  • XML Sitemap
  • Tags de comendo, como “noindex”
  • Canonical Tag
  • HTML Language Declaration
  • Crawl Budget Optimisation
  • Menus de Navegação
  • Breadcrumbs
  • Paginação
  • Testes de renderização

 

Quanto mais clara e de fácil leitura a semântica do código estiver, as chances das páginas serem indexadas mais rápido aumentam, então adicione esse cuidado no seu checklist de SEO.

 

Velocidade e segurança

Tempo de carregamento:

Outros pontos fundamentais quando estamos falando de SEO para e-commerce é em relação à velocidade de carregamento da página e sua segurança, visto que afetam diretamente a experiência dos usuários com as páginas, podendo, inclusive, fazer com que um possível cliente desista da compra.

Para analisar o tempo de carregamento tem a ferramenta do Google Page Speed Insights, basta inserir a url do site no espaço indicado para obter o resultado.

 

Segurança:

Visto isso, otimizar a saúde do site, tanto olhando para a velocidade das páginas quanto para se o site está seguro (HTTPS), é um fator que também pode impactar nas suas conversões finais.

Por isso, é fundamental ter um site seguro e que seja adequado a LGPD (lei geral de proteção de dados pessoais), especialmente tratando-se de um e-commerce.

 

 

Conteúdo da loja virtual

Produzir o conteúdo certo para uma loja virtual também é muito importante na hora de fazer um bom site para os clientes. Mas, como assim “conteúdo certo”? Basicamente, quando falamos de e-commerce, os usuários esperam ver alguns pontos dentro das páginas, sendo eles:

  • Descrições de produtos: bem detalhadas e com o máximo de informações possíveis, a fim de que os possíveis clientes tenham uma experiência de compra mais imersiva;
  • Textos de apoio para categorias: esse conteúdo também é essencial para garantir que seu site se torne relevante para o Google, fazendo com que ele apareça em pesquisas relacionadas com os seus produtos, além de auxiliar para que o seu e-commerce tenha um crescimento sustentável;
  • Dúvidas frequentes (FAQs): o FAQ é um recurso muito bem-visto pelos usuários, já que eles conseguem ter as suas dúvidas respondidas de uma forma muito mais fácil. Hoje é possível implementar esse recurso direto na SERP, fazendo com que os usuários tenham acesso às principais dúvidas na hora que pesquisam sobre o produto e/ou serviço no Google.

 

Blog

Para uma estratégia integrada no meio digital, é necessário construir uma boa relação com os usuários e, para isso, as marcas precisam estar presentes em diversas etapas do funil, desde antes dos possíveis clientes descobrirem seu problema.

Isso só é possível estando nos principais canais disponíveis, como redes sociais,, SERPs, e também solucionando suas dúvidas diárias. Com um blog otimizado, é possível construir muito bem essa relação com as pessoas.

Mas não basta somente ter um blog, também é preciso utilizá-lo seguindo as boas práticas de SEO. Alguns dos elementos que entram nesse tipo de estrutura são: Title, Meta Description, URL, Heading Tags, Anchor-text (texto âncora) de links internos, etc.

Outro ponto quando falamos de blog é a importância do alt text – texto alternativo de imagens e vídeos tornando o conteúdo mais acessível para pessoas com deficiência visual.

 

 

Produtos da loja

Claro que, ao falar de e-commerce, a primeira coisa que vem a nossa mente são os produtos que serão comercializados nesse ambiente, não é mesmo? E sim, eles também precisam embarcar nas boas práticas de SEO para que apareçam no Google e tenham ótimos resultados comerciais.

Aqui também vale lembrar que é necessário sempre estruturar a divisão de categorias de produtos na HOME para que o usuário consiga acessar de forma simples e intuitiva o que ele deseja comprar. E claro, otimizar os nomes de cada produto com palavras-chave adequadas conforme o planejamento de SEO é essencial para a estratégia.

Se a sua empresa já faz parte desse universo, com toda certeza já escutou falar sobre SKUs, que é um sigla para Stock Keeping Unit, em tradução livre, Unidade de Manutenção de Estoque, que nada mais é do que um código único de identificação atribuído para um produto, a fim de classificar e organizar os itens de um estoque de acordo com suas características, como cor, tamanho, modelo e fabricante.

 

estrategias-seo-para-vender-mais-760x428

 

Como já falamos anteriormente, os detalhes e as informações sobre os produtos são imensamente importantes para ajudar o usuário a tomar a decisão da compra, então lembre sempre que quanto mais detalhe, melhor.

Além disso, é necessário saber como escolher as palavras-chave corretas para a construção dos nomes e descrição dos produtos para otimizar a busca.

Um dos pontos é fazer uma busca por keywords, levando em conta o volume de busca versus a oportunidade de ranqueamento na primeira página da SERP. Essa é uma técnica fundamental para se ter bons resultados orgânicos com uma página.

 

Experiência do usuário

Por fim, mas não menos importante, temos o fator de experiência do usuário, que, inclusive, é um dos pontos que os mecanismos de busca levam em consideração para considerar um conteúdo relevante e ranqueá-lo nas melhores posições.

Então, é essencial ter uma equipe que olhe para as questões de UI, que tem como foco principal a interface de um determinado aplicativo ou site, e UX Design, que observa esse e outros aspectos que influenciam na experiência que as pessoas terão com a página.

Para que um site tenha um bom UX Design, ele deve apresentar essas características:

  • Estrutura bem organizada;
  • Design responsivo;
  • Navegação intuitiva;
  • Sempre atualizada;
  • Estratégias de SEO aplicadas.

 

Além disso tudo, hoje em dia a maior parte dos acessos diários no Google são feitos através do mobile, por isso, tornar o seu e-commerce mobile first (responsivo para dispositivos móveis) é fundamental para oferecer a melhor experiência possível para seus futuros clientes.

Esse também é um dos fatores que o Google está considerando na hora de ranquear as melhores páginas, então vale a pena adicionar esse tópico ao seu checklist de SEO.

 

Como calcular os resultados orgânicos?

Agora que você já teve acesso aos principais fatores que são necessários cuidar numa estratégia de SEO para e-commerce e viu como isso pode impactar nos resultados do seu site em nível de negócio, chegou a hora de saber como mensurar o ROI (retorno sobre o investimento) nas estratégias orgânicas. Vamos lá?

Como sabemos, para calcular o ROI é preciso levantar a receita total, subtrair dela os custos e dividir esse resultado também pelos custos.

Então, é só colocar os valores nessa fórmula, que a terá um direcionamento de como está o seu retorno, tendo em vista o investimento feito. Ou seja, o ROI acaba sendo um termômetro da estratégia implementada.

Com estratégias de marketing pago, os custos normalmente são bem mais altos e, como descobrimos neste artigo, quando o investimento para, os resultados cessam.

Já as estratégias de tráfego orgânico costumam ter um preço bem mais acessível e um resultado perene, que continua evoluindo, mesmo se o projeto for pausado.

E aí, gostou do nosso guia de SEO para e-commerce? Que tal contratar os serviços da Web Estratégica e aprender ainda mais com a gente? Clique aqui e solicite um orçamento!

 

Leia também:

 

Não se esqueça de se inscrever na nossa Newsletter! Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio decolar!


Compartilhe esse conteúdo!

Não perca nenhuma novidade!

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em seu e-mail as novidades e posts recentes da iSET

Novidades iSET

Nossas redes sociais