fbpx

Nos últimos meses, vimos a integração entre o mundo físico e virtual se fundirem, através da convivência física reduzida e muitas atividades serem adaptadas ou migradas de vez para o meio virtual. O e-commerce, que já era uma realidade em crescente ascensão, se consolidou como formato de compras e vendas pela internet.

 

O processo de integração já vinha sendo discutido através das experiências híbridas, canais on e off line poderem chegar no consumidor de forma complementares, e suprindo a necessidade de estar disponível ao consumidor a qualquer momento. 

 

Atualmente vivemos uma transformação digital, um processo onde empresas fazem uso da tecnologia para melhorar o desempenho e estruturar sua organização através da tecnologia de alguma forma, e o e-commerce está inserido neste contexto de mudanças a fim de tornar os negócios uma experiência omnichannel

Por que integrar, eis a questão:

A tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia, e ela é capaz de escalonar a realização de processos, aproximar distâncias e possibilitar negócios, como no e-commerce. Muito se engana quem pensa que a tecnologia substitui o trabalho humano, as pessoas passam a estar cada vez mais no centro das estratégias e precisam pensar de forma diferenciada sobre o que oferecem ao cliente.

 

No cenário atual, muitas lojas físicas migraram para o e-commerce de forma a manter a operação viva e parte delas vai permanecer neste formato de vendas, mesmo após a pandemia. 

 

O desafio então é integrar lojas físicas e virtuais ou migrar as operações de rua para operar definitivamente no e-commerce. 

 

Powered by Rock Convert

Como integrar loja física e virtual?

A integração de lojas físicas, virtuais, aplicativos e redes sociais nada mais é do que criar relação multicanal do seu negócio, ou seja, integrar os mundos e as experiências para atender o cliente.

 

O primeiro passo para integrar e-commerce e loja física é ter controle nos processos diários, como registro de vendas, estoque e logística. Para o e-commerce essa é uma regra fundamental, já que toda a operação depende de uma boa organização interna.

 

É muito importante desde o início dispor de um sistema de gestão ERP, que mantém seus cadastros atualizados, acompanha as vendas e as entradas e saídas do caixa e mantém o controle de estoque de forma automatizada.

 

Adotar uma estratégia de vendas através de canais variados via marketplaces, é recomendado para os negócios que visam ter maior acesso e audiência, e consequentemente, conversão em vendas. 

 

Quanto maior for o acesso ao mercado, maior será o relacionamento com os clientes e as chances de apresentar valores, vantagens e atributos relevantes do seu produto ou serviço.

 

Mas para realizar estratégias efetivas, é importante dispor de integração destes canais, através de um sistema que cuida da gestão das operações sem dar dor de cabeça ao varejista. Essa é uma forma de ganhar escalonamento sem precisar ampliar a equipe nem complicar o processo.

 

Existem diversos fatores que ajudam a determinar uma boa experiência de compra, e é por isso que neste post, apresentamos 14 dicas essenciais para você utilizar em seu e-commerce!

Pense no negócio de forma integrada 

Algumas dicas são importantes nessa transição, confira:

 

  • Estratégias mistas: mesclar a experiência do mundo físico e virtual é importante para mostrar que o seu negócio está em plena evolução e pode suprir qualquer necessidade do cliente. Retirar na loja o produto comprado no e-commerce é um exemplo. 
  • Descontos e frete grátis: o momento é de vender e firmar o negócio como marca e referencia no mercado online. Ganhe mais cliente fazendo campanhas de desconto e frete grátis para gerar boas experiências;

ERP integrado ao e-commerce

O e-commerce é uma experiência de compra baseada na confiança e no bom serviço prestado pela loja virtual. Utilizar um sistema de gestão integrado, que seja online e com armazenamento em nuvem, é importante para gerir seu negócio de maneira eficiente e descomplicada. Ele proporciona a visão mais abrangente da empresa e automatiza processos operacionais para todos os tamanhos de empresas, que se beneficiam das vantagens e otimização das tarefas diárias. 

 

Muitas vezes, o armazenamento, a indexação, a pesquisa e o acesso de dados em uma empresa acaba por demandar recursos que poderiam ser mais bem empregados em tarefas que estivessem focadas no negócio. Nesse caso, o ERP em nuvem mostra-se uma estratégia inteligente para lidar com a tecnologia, sem gastar mais do que se deve. 

 

Leia este post e descubra cinco diferentes tarefas que podem ser automatizadas em seu e-commerce!

 

Não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil! Siga a gente em nossas redes sociais  também:  Twitter,  Facebook,  InstagramLinkedIn YouTube.


Comentários

Comentários

Giovanna Quaresma
Graduando Letras na UFMG, estagiária no time de Marketing e Comunicação na iSET e amante de gatos.
Post criado 111

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo